domingo, 12 de setembro de 2010

“Deixe Estar”





Deixe estar...
Não faço caso
Deixe ficar como está.
Uma partida,
Uma ida sentida,
Uma lembrança
Sem volta
Sem perder a esperança
Sem o teu abrigo
(por ora)
Sem teto pra amar
Sem este abraço amigo
Para te aconchegar
Deixe estar...
Que vou seguir meu destino
Sem preocupar-me
Sem desesperar-me
Não quero antecipar
Apenas seguir...
Pois sei onde parar
Deixe estar...
Que encontrarei abrigo
Em alma carinho
Em momento pródigo
Deixe estar...
Pois sem que tu saibas
Novamente sem que você perceba
Neste caminhar retorno
Abrirei em minh’alma nova porta
E estarei contigo
Isto é o que me importa.
Deixe estar...
É tempo de recomeçar!



Marcondes Filho

5 comentários:

  1. Lindo!
    http://passatemposdosjovens.blogspot.com/

    seguindo

    ResponderExcluir
  2. Estou te seguindo!
    =D

    Querendo anunciar de verdade o seu Blog?
    A melhor opção está aqui:
    http://propamblog.blogspot.com/
    O melhor Blog de anuncio da internet que você já viu!
    A equipe PropamBlog agradece a visita.

    ResponderExcluir
  3. Lindo... E mais linda ainda é essa homenagem que vc está fazendo ao seu pai, eternizando as obras dele!

    Parabéns de verdade!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Mas, às vezes, é preciso ter uma atitude diferente em vez de "deixar estar"... muito bom, seguindo!

    ResponderExcluir