segunda-feira, 14 de março de 2011

Sombra


Dispersar as sombras
Esquecer o que passou
Não tive culpa
De tudo que lhe aconteceu
Sou uma vítima
Igual a você
Sou um pedacinho
Do que pode
Ser ou ter
Ou mesmo recobrir de fagulhas
Que dispersam nas fogueiras
De vaidades
Ou de orgulho
Pensar que tentei por você
Mesmo que não me tenhas agradecido
Amanhã
Mesmo sem não fazer sentido
Eu abro o meu coração
E recebo você
Cheio de paixão
Sem pensar no passado
Ou no que possa ter acontecido
Com nosso amor.

Menezes Filho

2 comentários:

  1. Abrir o coração as vezes é difícil, mas com amor e verdade sempre é possível.


    Adorei,

    ResponderExcluir
  2. tô te seguindo,me segui também.tá!!

    ResponderExcluir